Rinite Alérgica

O nariz é o primeiro local por onde o ar passa até alcançar os pulmões. Ele é responsável pela limpeza, umidificação e aquecimento do ar inspirado.
Para exercer bem essa função, ele possui um complexo mecanismo de defesa, o qual, ao entrar em contato com alguma substância tóxica, desencadeia uma resposta para impedir que essa substância alcance os pulmões. Para impedir a passagem do agente agressor ocorre a obstrução nasal e, por meio dos espirros e coriza, essa substância é removida.

Por isso qualquer pessoa quando gripada apresenta esses sintomas, pois seu organismo está tentando protegê-la, impedindo que os vírus alcancem os pulmões. Em uma pessoa com alergia, o organismo apresenta uma defesa exagerada contra agentes que não são realmente agressivos ao ser humano.

O sistema imunológico das pessoas alérgicas interpreta que determinado agente é tóxico, e que ele precisa proteger o organismo contra sua entrada, e isso é determinado por características genéticas individuais a cada um. O indivíduo não nasce alérgico, mas sim com a capacidade de se sensibilizar a determinado fator.

Esta característica é herdada dos pais, no entanto, mesmo que nenhum dos pais apresente alergia, a criança pode ter manifestações alérgicas, como rinite, conjuntivite, asma e alguns tipos de alergia de pele. A forma mais comum é a rinite.

Quais são os sintomas?

Os sintomas são obstrução nasal (entupimento), coriza, espirros contínuos e coceira no nariz, que também pode ser na garganta e nos olhos. Estes aparecem após contato com as substâncias que desencadeiam a alergia.

Quais são as causas?

As causas podem ser variadas, como a poeira da casa, pólen e alguns alimentos, mas a mais comum é a poeira.

Na poeira podem-se encontrar organismos microscópicos chamados de ácaros. Eles se alimentam da descamação da pele, e por isso, é comumente encontrado em colchões, estofados e em camadas profundas de tecidos.

Como tratar?

O tratamento pode ser realizado de 3 maneiras: Higiene Ambiental; Tratamento medicamentoso; Vacinas anti-alérgicas.

Higiene Ambiental

A forma mais simples de tratar a alergia é evitar contato com a substância que desencadeia os sintomas. Para evitar o ácaro, a principal causa da rinite alérgica, é recomendado que:

– a casa e o quarto devem estar sempre muito limpos, de preferência utilizando um pano úmido, pois a vassoura espalha a poeira;

– retirar carpetes, cortinas, tapetes, bichos de pelúcia, almofadas, entre outros utensílios que acumulem muita poeira;

– evitar o uso e contato com travesseiros e almofadas de penas, e utilizar se possível capas protegendo os colchões e travesseiros.

– buscar uma boa ventilação e presença do Sol dentro da casa e do quarto;

– evitar cheiros fortes como perfumes, produtos de limpeza, fumaça de cigarro, tintas, inseticidas e poluição.

Tratamento Medicamentoso

Existem dois grandes grupos de drogas que podem ser usadas. Um tipo funciona preventivamente e outro apenas alivia os sintomas. Em ambos os casos, não é aconselhado a automedicação, procure sempre seu médico.