Gripe

É uma doença infecciosa, respiratória, causada pelo vírus Influenza, que possui 3 variações: A, B e C. É altamente contagiosa e pode afetar milhares de pessoas a cada ano por desencadear epidemias periódicas em determinadas regiões e, até o mundo todo (pandemia).
O vírus A pode infectar humanos e outros animais, enquanto que o B e C infectam só humanos. O tipo C causa uma gripe muito leve e não causa epidemias.

O quadro clínico é composto de sintomas de início súbito, mais rápidos do que o do resfriado, caracterizados por manifestações respiratórias como coriza, espirros, dor de garganta, tosse, e também por manifestações sistêmicas como febre, mal-estar, perda de apetite, dor de cabeça e dores musculares generalizadas.

O período de incubação, ou seja, tempo entre o contágio e o início dos sintomas, é de 1 a 4 dias.

O vírus Influenza é disseminado principalmente pelo ar. Após uma pessoa gripada espirrar, tossir ou falar, gotículas com o vírus ficam dispersas no ar por tempo suficiente para serem inaladas por outra pessoa. Ele se modifica constantemente, isto faz com que o organismo das pessoas tenha dificuldade para se defender das agressões deste microorganismo.

Podem ocorrer complicações decorrentes da gripe como sinusite, otite e bronquite. Em pessoas acima de 65 anos e crianças muito pequenas a probabilidade de complicações ocorrerem é ainda maior.

O médico faz o diagnóstico através dos sinais e sintomas referidos pelo paciente, com o auxílio do exame físico e testes complementares.

A melhor maneira de se prevenir da gripe, ou ao menos atenuar seus sintomas, é fazer a vacinação anual contra o vírus Influenza antes de iniciar o inverno, época em que ocorrem mais casos. Sua efetividade entre adultos e jovens é de 70 a 90%.

Além da vacinação, podem ser usados medicamentos para controlar os sintomas.